quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Pappardelle alla Maradó - Pappardelle do Maradona

Maradona estava em baixa no ano de 1984. O jogador protagonizou uma briga generalizada na final da Copa do Rei daquele ano, contra o Athletic Club, enquanto ainda era jogador do Barcelona. 

O episódio rendeu três meses de suspensão a Maradona, o que culminou com o descrédito da diretoria, que logo aceitou uma oferta do pequeno Napoli, da Itália, para onde Maradona iria naquele ano. 

O argentino se revoltou pela falta de apoio da diretoria nos tribunais para amenizar sua pena, e percebeu que seus dias na Espanha estavam terminados. Porém, o episódio foi bom para o Napoli. Afinal, Maradona queria provar seu valor de uma vez por todas. 

A chegada de Maradona ao estádio San Paolo, em Napoli, foi em grande estilo, de helicóptero, e logo foi tido como rei. Na cidade italiana, Maradona viveria os melhores anos de sua vida como jogador e bon-vivant. 

Nos dois primeiros anos com Maradona no time o Napoli não conquistou títulos, mas passou a ser mais respeitado e a frequentar o pelotão de frente do Campeonato Italiano, até que, na temporada 1986-1987, o time começou, enfim, uma incrível era de conquistas. Foi nessa data que Maradona conquistou o coração dos napolitanos e praticamente de toda Itália. Ele ainda hoje é considerado uma lenda em Napoli, e ao lado do brasileiro Carena (ex-São Paulo), jamais tiveram que pagar a conta em qualquer restaurante da cidade. 

Reza a lenda que Maradona, Careca e Giordano (o trio mágico do Napoli) saíram para comer as 02h00 da madrugada, e foram ao "Napoli Nel Cuore", restaurante que sempre acolhia os jogadores após longas noitadas. Desesperado pelo horário já avançado, o único cozinheiro que ainda estava no restaurante decidiu juntar ingredientes pouco ortodoxos, dando nome ao prato que leva o nome da lenda "Pappardelle Alla Maradó". 

Lá vamos nós pelas ruas da velha Napoli....

500 g. de Pappardelle (massa em formato de fita larga).
250 g. de Linguiça Calabresa apimentada.
100 g. de Bacon com bastante carne ou pancetta.
200 g. de Cogumelo Porcini (pode ser Shitake fresco).
80 g. de tomate seco.
Molho de tomate fresco - ver receita em http://cozinhadoquarta.blogspot.com.br/2014/06/gnocchi-alla-sarda-nhoque-moda-da.html
Pimenta do reino, sal, azeite e queijo parmesão para ralar.
















Fatie a linguiça calabresa como na foto acima e leve à chapa quente até que fique levemente tostada; reserve.

Fatie o cogumelo, adicione uma boa quantidade de azeite e refogue até que fique levemente tostado, como na foto ao lado; reserve também.

Frite o bacon em sua própria gordura até que fique bem dourado e macio; reserve.

Assim que o molho de tomate estiver pronto, adicione o cogumelo, a linguiça, o bacon e o tomate seco. Deixe ferver por uns 10 ou 15 minutos, tempo suficiente para que você possa preparar a massa.

Em uma panela com água fervente, adicione um punhado de sal grosso e ferva o Pappardelle por cerca de 9 minutos. Reserve uma concha da água do cozimento e escorra o restante da água. 

Misture o molho e o Pappardelle dentro de uma panela grande, tomando cuidado para não triturar a massa. Adicione a concha com a água do cozimento, feche a panela e aguarde uns 5 minutos.

Resultado de imagem para maradona no napoliBasta servir e partir pro abraço.










Giordano, Careca e Maradona....

Nenhum comentário:

Postar um comentário